Orientação ao Paciente

Com o intuito de:

  1. Fazer clara e segura a relação entre as partes;
  2. Pontuar responsabilidades no tratamento (já que envolve mais de um profissional);
  3. Proteger todos aqueles que tiverem ligação com a metodologia de emagrecimento com o AIOSA  contra falsificação ou má confecção e acompanhamento na terapia com o aparelho.

Faz-se necessário a identificação das atribuições de cada parte. Ou seja, o que cada um ( paciente, nutricionista, médico e dentista) tem como tarefa a ser executada para que o tratamento flua com efetividade, conferindo tranqüilidade a todos envolvidos no processo de tratamento com AIOSA.

Os inventores do AIOSA sugerem que:

Por motivos de conferir segurança (enumerados acima) a todas pessoas, estas precisam cercar-se de algo que confira  tranquilidade. Entendemos que essa materialização de segurança e tranquilidade se dará pela confecção de algum documento de prestação de serviço, o qual trará para todas as pessoas envolvidas no processo o esclarecimento e o compromisso de cada parte para que o tratamento tenha sucesso.

Não podemos correr o risco do paciente precisar de esclarecimentos ou acompanhamento e ele não saber de quem é a função da elucidação da dúvida, ou até mesmo, de ocorrer o fato de um profissional empurrar para o outro a responsabilidade de orientação. É necessária a existência de algum documento que especifique as responsabilidades de cada um, a função que cada um tem no tratamento, esclarecendo responsabilidades, inclusive a responsabilidade do paciente em seguir o método orientado pelos profissionais.

Para o paciente este documento trará a segurança de que os profissionais são capacitados e licenciados para a execução do tratamento, pois constará no mesmo quem são os profissionais que se responsabilizarão pela prestação do serviço.

Para o nutricionista ou médico este documento trará, também, a segurança de que existe um paciente orientado no que tange a parte odontológica do tratamento, bem como qual o dentista licenciado é responsável pelo paciente.

Por último, para o dentista que também terá a segurança da existência de um documento que trará a certeza de que existe um paciente orientado no que tange a conduta terapêutica e ao acompanhamento da perda de peso, bem como a discriminação de um nutricionista ou médico capacitados na metodologia e responsáveis pelo caso.

Além disso, esta forma trará a certeza de que: as pessoas envolvidas no processo não estejam fazendo uso indevido de uma marca ou patente através do tratamento com AIOSA.

Proteção do paciente:

O paciente, na sua relação de uso do AIOSA e na relação com os profissionais envolvidos, deve ter a certeza de que estes profissionais sejam aptos a executar o tratamento. Não são todos os nutricionistas e dentistas que tem condições de sugerir o tratamento com o AIOSA, exceto aqueles capacitados e licenciados para isso, respectivamente. Pois estes recebem treinamento para conduzir o tratamento.

O AIOSA é uma marca com patente registrada. Isto significa que a sua forma de confecção segue padrões rígidos para os fins a que se propõem. Um exemplo expressivo e notório que podemos citar a este respeito é a quantidade exata que cada paciente precisa ter de preenchimento de acrílico no palato (céu da boca), bem como a sua extensão correta. A individualização da quantidade de acrílico permite que cada paciente tenha o exato limite tolerável para a ocorrência da deglutição. A sobre ocupação do acrílico no palato (excesso de material) impedirá a deglutição, bem como, a sub ocupação (material a menos) não provocará uma maximização dos estímulos conferindo assim uma hipo estimulação (estimulação baixa) podendo resultar em efeitos inócuos (sem efeito).

O paciente que faz uso do tratamento com AIOSA não pode correr o risco de usar um aparelho que não tenha as características morfológicas adequadas e individualizadas que se adaptem ao seu caso. Além deste motivo citado, existem vários outros a serem considerados, mas para nós, este é um de considerável relevância, em que o paciente não pode correr riscos do tratamento não dar certo. Por isso é que foi criado o sistema de capacitação e licenciamento aos profissionais interessados, para que eles possam se capacitar na confecção do AIOSA e também no acompanhamento de uso do aparelho. Assim, para que exista segurança, os pacientes devem procurar apenas profissionais capacitados e licenciados, pois terão a condição e responsabilidade de conduzir o tratamento.

São considerados aptos a confeccionar o AIOSA: O dentista com licença de confecção do aparelho. E a prestar o serviço de orientação e acompanhamento da perda de peso: O nutricionista ou médico com curso de capacitação na metodologia.

Esse tipo de informação é prestada de forma gratuita pelo site www.aiosa.com.br . Basta que seja solicitado a existência de algum profissional na região solicitada através do “fale conosco”, ou a pergunta se determinado profissional é capacitado ou licenciado.

Estes profissionais detentores dessa licença e capacitação conferirão a segurança necessária ao paciente de que eles conhecem profundamente todos estes detalhes. Até porque, quem detém a licença de fabricação e prestação de serviço recebe treinamento inicial, orientação de confecção, orientação de uso e acompanhamento contínuo por parte dos inventores da marca e patente na atualização do conhecimento do processo.

 

tratar

cfo

zero_hora

JC


cp

Newsletter







Área Restrita